Marataízes inicia HOJE (16) a biometria eleitoral OBRIGATÓRIA
Marataízes inicia HOJE (16) a biometria eleitoral OBRIGATÓRIA01

O TRE-ES dá início à biometria obrigatória em Marataízes. O atendimento será de segunda à sábado, de 9h às 18h no cartório eleitoral que fica na Avenida Simão Soares na Barra.

Fiquem atentos as informações do TRE-ES

Nesta quarta-feira (16/10), às 9 horas, os servidores do cartório da 43ª Zona Eleitoral estarão prontos para atender todos os eleitores de Marataízes que responderem ao chamado para o recadastramento biométrico obrigatório.

O horário de atendimento foi ampliado (será de segunda à sábado, de 9h às 18h) e o número de profissionais responsáveis por fazer a biometria aumentou.

O cuidado do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) é para proporcionar um acolhimento melhor e uma atualização biométrica mais rápida.

De acordo com a resolução aprovada pelo Plenário do Tribunal, estarão compelidos ao procedimento revisional os eleitores cujas inscrições se encontrem em situação “Regular” ou “Liberada”, cadastradas até o início da revisão biométrica.

O TRE-ES reforça que os eleitores com mais de 70 anos devem fazer a biometria se tiverem o interesse em votar nas próximas eleições. Se não participarem do recadastramento, o título de eleitor será cancelado, e o idoso estará inapto ao exercício do voto.

Como o voto é facultativo para o eleitores com mais de 70 anos, o idoso que não fizer a biometria não terá outras restrições na vida civil, tais como obter passaporte, CPF, empréstimos e benefícios federais.

Ultrapassado o prazo para o comparecimento do eleitorado, serão canceladas as inscrições correspondentes aos títulos que não forem apresentados à revisão.

Em 2019, quatro cidades passam pela revisão do eleitorado: Marataízes, Piúma, Colatina e Cachoeiro de Itapemirim.

No Espírito Santo, 1.376.556 dos eleitores (49,83%) já fizeram o recadastramento biométrico. 38 municípios do Estado foram revisados em sua totalidade.

Recadastramento biométrico

No momento de atualização dos dados, que se efetivará mediante a utilização das operações de Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE), para o alistamento, transferência e revisão, conforme o caso, será colhida a fotografia do eleitor e, por meio de leitor óptico, suas impressões digitais e assinatura digitalizada.

A prova de identidade só será admitida se feito pelo próprio eleitor, mediante apresentação de um ou mais dos seguintes documentos:

a) carteira de identidade ou carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal, controladores do exercício profissional;
b) certificado de quitação do serviço militar;
c) certidão de nascimento ou casamento, extraída do Registro Civil;
d) instrumento público do qual se infira, por direito, ter o requerente a idade mínima de 16 anos e do qual constem, também, os demais elementos necessários à sua qualificação.

A comprovação de domicílio poderá ser feita mediante um ou mais documentos dos quais se infira ser o eleitor residente ou ter vínculo profissional, patrimonial ou comunitário no município a abonar a residência exigida, a exemplo de:

a) contas de energia, água ou telefone;
b) envelopes de correspondência ou nota fiscal de entrega de mercadoria;
c) contracheque ou cheque bancário em que constem endereço na circunscrição da zona eleitoral e nome do eleitor;
d) contrato de locação registrado em cartório;
e) recibo de aluguel ou contrato de locação, ainda que sem registro em cartório, acompanhado de documento que comprove a titularidade do imóvel (conta de energia, água, por exemplo);
f) contrato de parceria agrícola, com firmas reconhecidas em cartório;
g) documento expedido pelo INCRA;
h) declaração da escola comprovando a matricula do requerente ou de seu(s) filho(s);
i) cartão do SUS, contendo o município de residência do requerente;
j) qualquer outro documento, a critério do juiz eleitoral.

Eleitores devem ficar atentos e se antecipar para evitar filas nos últimos dias!

O objetivo do cadastramento é tornar ainda mais segura a identificação do eleitor na hora do voto, ao impedir qualquer possibilidade de fraude.

Mesmo quem não é obrigado a votar – pessoas com mais de 70 anos de idade, analfabetos e maiores de 16 e menores de 18 anos – deve fazer o cadastramento caso deseje votar nas próximas eleições.

O eleitor que não se apresentar terá o título cancelado. Além disso, não votar nem justificar ausência pode resultar em uma série de restrições, como a impossibilidade de obter a certidão de quitação eleitoral, renovar passaporte e tomar posse em cargo público.

1 COMMENT

  1. Não vivemos num país democrático, e sim, um país Hipócrita, onde o desejo maior, são daqueles que se beneficiam única e exclusivamente com o interesse próprio.
    Não enfrento fila e não voto, não sou conivente com uma situação centenária de falcatruas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.