Nessa semana foram retirada pelo GVs Allan e Sherytton, duas tartarugas mortas, presas na rede na praia da Colônia, em Marataízes. A enorme rede captura as tartarugas que morre asfixiadas pois, fica sem respirar na superfície.

Essa prática de pescadores colocarem suas redes na costa marítima do balneário, é recorrente e tem um efeito devastador na mortandade das tartarugas, e capturam peixes que margeiam o litoral para realizar a piracema no rio Itapemirim.

Regina Célia Silva, alerta para o IBAMA intervir nesse crime ecológico. O GCM Alcides Fonseca Baiense, lembra que de cada 1000 tartarugas, somete uma chega a fase adulta. A jornalista Lenilce Pontini quer um basta e pergunta: Até quando?