Estudantes aprenderam a plantar mudas de árvores nativas da Mata Atlântica

Pequenas mãos podem dar grande contribuição para preservar o meio ambiente. Em Marataízes (ES) e Itapemirim (ES), alunos de escolas públicas de ensino fundamental e médio comemoraram o Dia da Árvore (21) plantando mudas nativas da Mata Atlântica em diferentes pontos daqueles municípios, com o objetivo de recuperar matas ciliares, melhorar a qualidade do ar e diminuir a poluição sonora.

As ações foram realizadas nos últimos dias 20 e 21, com apoio da Usina Paineiras, que doou as mudas e recebeu estudantes em atividades em suas propriedades.

“Plantando sonhos” foi o projeto desenvolvido pela Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Washington Pinheiro Meireles, em Itapemirim, onde os alunos de 6º ao 9º ano que mais leram livros em 2019 foram selecionados pelo Programa Nacional Plantio Brasil. A iniciativa uniu 14 estados brasileiros e 62 municípios capixabas em um mutirão de reflorestamento.

O bairro Jardim Paulista foi a área escolhida pela prefeitura para o plantio da escola. Lá, cada muda ganhou uma placa de identificação com o nome popular da árvore e o nome do aluno que a plantou. As plaquinhas foram confeccionadas pelos próprios estudantes, o que, segundo a bióloga Maristela Sales de Freitas, da Secretaria de Meio Ambiente, estimula a criação de um vínculo afetivo com a planta.

“Não plantamos apenas árvores, plantamos sonhos. Nosso objetivo é desenvolver nas crianças a responsabilidade sobre o meio ambiente onde estão inseridas”, explicou a especialista.

Marataízes também aderiu ao Plantio Brasil, e parte do mutirão foi realizada pelos alunos do quinto ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental José Marcelino. Mas antes de colocar a mão na terra, a turma visitou o horto da Usina Paineiras, em Itapemirim, para conhecer como as mudas são produzidas e cultivadas.

“Visualizar e compreender as diferentes etapas do desenvolvimento das mudas e sementes potencializa o aprendizado e a conscientização. Na hora de plantar e, consequentemente, de cuidar, é possível perceber o maior respeito que a criança passa a ter com a árvore”, relata Renata Figueira, gestora ambiental da usina, que acompanhou os estudantes até Lagoa Funda para plantar as novas árvores.

Contribuição socioambiental

Todas as mudas usadas por esses alunos em Marataízes e Itapemirim foram doadas pela Usina Paineiras, que para tanto forneceu gratuitamente, ao todo, mais de 100 mudas de árvores de espécies nativas da Mata Atlântica.

Aos alunos do último ano do Curso Técnico em Açúcar e Álcool da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Domingos José Martins, em Marataízes, além de fornecer as mudas, a usina promoveu palestra sobre preservação ambiental. A programação começou na escola, com a palestra da bióloga Renata Figueira, e terminou com o plantio nas margens do Rio Itapemirim.

O professor Herbert Torres explica que, tanto o conteúdo, como a experiência, reforçam os conhecimentos na área de biologia vistos em sala de aula: “os alunos precisam ter ciência da importância de manter a mata ciliar em volta do rio para preservar o curso d’água, evitar erosão e assoreamento”.