O governo federal divulga nesta terça-feira (14) o calendário de saque e locais de recebimento das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os saques começam a partir de março, quando mais de 30 milhões de trabalhadores poderão efetuar os saques. As informações são da reportagem de Bom Dia Brasil.

Os saques começam no dia 10 de março, para nascidos em janeiro e fevereiro. Os nascidos em março, abril e maio poderão efetuar o saque em abril. Quem faz aniversário em junho, julho e agosto, poderá sacar em maio. Nascidos em setembro, outubro e novembro poderão fazer o saque em junho. Em julho, deverão sacar os nascidos em dezembro

Consulte suas contas inativas aqui

Foto: Ministério do Planejamento

Quem pode sacar?

Trabalhadores que tenham uma conta inativa encerrada até 31/12/2015.

Quem não tem direito de sacar?
Os trabalhadores que não possuam saldo em sua conta e os que tiveram os contratos de trabalho finalizados a partir de 01/01/2016.

Como saber se a conta é inativa?
Basta consultar seu extrato e verificar se a data de afastamento é anterior a 31/12/2015.

Onde sacar?
Os locais para saque de contas inativas do FGTS serão divulgadas a partir de fevereiro.

Site exclusivo
A Caixa criou uma página especial e um serviço telefônico para tratar das contas inativas no site do banco. O banco orienta que os trabalhadores acessem o endereço www.caixa.gov.br/contasinativas ou liguem no 0800-726-2017, para que possam, de forma personalizada, saber o valor, data e local mais convenientes para os saques. Os beneficiários também podem acessar o aplicativo FGTS para saber se têm saldo em contas inativas, mas é necessário lembrar que os saques só podem ser feitos em contas que foram desativadas até 31 de dezembro de 2015.

Para reforçar os atendimentos, a Caixa vai abrir as agências em nos primeiros sábados dos cronogramas mensais de pagamento (com exceção de abril, mês que o cronograma de pagamentos coincide com a Semana Santa). As datas serão 18 de fevereiro, 11 de março, 13 de maio, 17 de junho e 15 de julho.

ESHOJE Com Agência Brasil