Padmini, com a família e autografando seu livro “Senhora Incerteza”, na feijoada da Maçonaria no Sal e Mel.


Romeiros de Itapemirim percorreram 100 km de Castelo até A igreja N.S. do Amparo, em Vila do Itapemirim. Refazendo o percurso margeando o Rio Itapemirim, onde religiosoe e trabalhadores foram expulsos de Castelo por índios e trouxeram, há mais de 200 anos a imagem da santa e fundando e povoando o município de Itapemirim.


O que restou do Trapiche doa Soares, inspiram noivas e fotógrafos pelo simbolismo do local.