Praia Central de Marataízes vai receber reurbanização

A construção prevê 24 quiosques padronizados, ciclovia, pista de mão dupla, calçadão com cinco metros de largura, áreas de lazer, chuveiros e moderna iluminação.

O prefeito de Marataízes, Tininho Batista, comemorou na manhã desta sexta-feira (20), em Vitória, a 1ª Etapa da Reurbanização da Praia Central de Marataízes, que terá licença ambiental assinada em maio deste ano. A boa notícia foi dada após uma reunião com o secretário de Estado de Meio Ambiente, Aladim Fernando Cerqueira, o diretor Presidente do IEMA, Jader Mutzig e o diretor Técnico do IEMA, Sérgio Fantini de Oliveira.

Em pauta, a tão aguardada liberação ambiental, por meio do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Espírito Santo (IEMA), que autoriza, de vez, a execução da 1ª etapa das obras de Urbanização da Praia Central de Marataízes.

Segundo o prefeito, a assinatura da liberação ambiental por meio IEMA está prevista para a primeira semana do mês de maio, no gabinete do Governador Paulo Hartung no Palácio Anchieta.

“Graças a Deus estamos a um passo de darmos a tão sonhada ordem de serviço da 1ª etapa de Reurbanização da Praia Central, a obra mais aguardada dos últimos tempos! Uma vitória para o povo de Marataízes. Nunca desistimos dessa obra que vai trazer de volta o brilho e a beleza do nosso principal cartão postal no cenário turístico nacional. Agradeço ao governador Paulo Hartung por cumprir com o compromisso com o povo marataizense!” Disse Tininho Batista.

Também participaram desta reunião, o secretário de Meio Ambiente, Tunicão Sader, sua equipe técnica e o secretário de Transporte, Ricardo Pepe.

O projeto completo, elaborado pelo Governo do Estado, prevê a construção de 24 quiosques padronizados, ciclovia, pista de mão dupla, calçadão com cinco metros de largura, áreas de lazer, chuveiros e moderna iluminação.

O valor total da obra gira em torno de R$ 50 milhões, porém, será dividida em três fases. A 1ª Etapa, entre a Igreja Matriz Nossa Senhora da Penha até o semáforo da chegada de Marataízes, está orçada em cerca de R$ 13 milhões e a municipalidade contará com o apoio financeiro do Governo do Estado.