Prefeito de Piúma tem recurso negado
Prefeito de Piúma tem recurso negado

O prefeito (afastado) de Piúma José Ricardo Costa teve seu recurso negado pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo. O Professor Ricardo como é conhecido continuará afastado por mais 90 dias.

Veja como foi a votação no TJES

Por unanimidade, os desembargadores, Fernando Zardini Antônio, Adalto Dias Tristão e Ezequiel Turibio do Tribunal de Justiça negaram o agravo regimental impetrado pelo prefeito de Piúma, Professor José Ricardo Costa que solicitava a volta a administração antes do prazo de afastamento de 90 dias.

Com a decisão Marta Scherrer, continua a frente da Prefeitura de Piúma.

De acordo com o advogado do prefeito, José Peres de Araújo quarta-feira passada iniciou o julgamento do agravo. E na tarde desta quarta, 11 fio julgado o pedido e negado.

Prefeito de Piúma tem recurso negado

Salientou o advogado que os desembargadores entenderam que o Ministério Público do Espírito Santo pediu 180 dias de afastamento. O Tribunal no entanto concedeu apenas 90 dias e estes devem ser cumpridos, uma vez que faltam apenas 30 dias para o prazo final.

Contudo em Piúma o assunto principal desta quarta era a volta do professor Ricardo ao comando da Prefeitura, pois muitos acreditavam que ele estaria de volta, porém o TJES não concedeu a solicitação de Ricardo.

Leia mais sobre Piúma

Relembre o caso da Operação Rubi  (17/10/2019)

Operação Rubi: Justiça afasta prefeito de Piúma do cargo

Além de ter sido alvo de mandado de busca e apreensão na segunda fase da Operação Rubi, do Ministério Público do Espírito Santo (MPES), nesta quinta-feira (17), o prefeito de Piúma, José Ricardo da Costa, o professor Ricardo (PDT), também foi afastado do cargo por decisão da Justiça.

O afastamento, determinado pelo desembargador Fernando Zardini, é de 90 dias. No período, a cidade deverá ser comandada pela vice-prefeita, Marta Scherrer (Patriota), que no entanto não tem boa relação política com Ricardo.

“Não temos relacionamento estreito como antes, mesmo porque não tem como compactuar com essa situação do município. Estamos esperando formalização do afastamento”, comentou o vereador Tobias Scherrer (Republicanos), filho da vice-prefeita.

O secretário municipal de Obras e Serviços, André Layber Miranda, também foi afastado pelo mesmo período. Os dois, assim como todos os investigados nesta nova fase da operação, estão proibidos de entrarem nas dependências da Prefeitura de Piúma.

Eles também tiveram os bens indisponibilizados pela Justiça, atendendo a pedido do MPES. Ao todo, dez pessoas foram alvos da Rubi nesta segunda fase.

* Maratimba.com com informações de Luciana Máximo e Gazeta Online