Saiba como os vestidos podem valorizar o seu corpo, conferindo os modelos indicados para seu biótipo, e tire suas principais dúvidas sobre o assunto.

Vestidos para cada tipo de corpo
Vestidos para cada tipo de corpo. Crédito da imagem: thezoereport.com

Consideradas peças curinga para valorizar o corpo feminino, os vestidos atraem olhares e deixam a mulher com uma beleza ainda mais exuberante e elegante.

Mas é necessário estar atenta! Nem todos os vestidos valorizam seu corpo e você precisa escolher modelos de acordo com seu biótipo.

Pronta para saber mais sobre o assunto? Confira a leitura do artigo na íntegra!

O vestido certo para cada tipo de corpo

Analisando cada tipo de corpo, trouxemos algumas dicas de vestidos que combinam com cada biótipo e valorizam seu aspecto natural – sem prejudicar o visual e acabar com sua autoestima.

Vamos dar uma olhadinha?

  • Para mulheres com seios pequenos

Quem não possui muito volume na região dos seios precisa gerar um efeito mais potencializado na região.

Por esse motivo, vestidos que valorizam babados e drapeados no busto podem ser uma boa pedida!

Colares maiores e mais estilizados também podem disfarçar o tamanho menor dos seios e valorizar o busto de maneira natural.

Para deixar o visual ainda mais bonito e estruturado, não esqueça de preferir versões com bojos, que valorizam ainda mais a região e trazem um melhor resultado.

Jamais opte por modelos tomara que caia, que achatam ainda mais os seios.

Modelos recomendados: Alcinha e Império.

  • Para mulheres com mamas volumosas

Já para quem tem seios grandes, a situação é totalmente diferente!

Moças com seios grandes devem preferir vestidos com tonalidades mais escuras no busto e abusar de cintos na altura do quadril, que dão uma amenizada na região do busto.

O sutiã deve ser mais estruturado para manter tudo bem proporcional e evitar exageros – e nada de decotes vulgares, eles podem comprometer seu visual!

Modelos indicados: Império e frente única.

  • Para quem possui corpo pera

O biótipo de corpo pera precisa de modelos de vestidos que alinhem a cintura e ombros, apostando em cores mais claras e detalhes superiores que criem maior volume em cima do corpo.

Atenção: cintos que chamam muita atenção devem ser evitados ao máximo.

Modelos indicados: Império e frente única.

  • Para quem está mais gordinha ou para corpo oval

Para quem está um pouquinho acima do peso mas quer manter o visual elegante com os vestidos, aposte em peças com manguinhas, comprimentos no joelho e decote em V.

Nada de ficar escolhendo peças largadas e que não caem bem no seu corpo –  isso pode prejudicar o visual.

Uma dica bem legal é abusar dos colares mais compridos, que tendem a ampliar a silhueta e disfarçar as gordurinhas.

Modelos indicados: Chemisier e tubinho.

  • Para os corpos mais retangulares

Quem tem o corpo mais retangular precisa cuidar com vestidos com cortes retos, que podem deixar o visual sem curvas.

Portanto para valorizar mais a silhueta, opte por modelos transpassados e linhas horizontais – dando um toque bem legal e diferenciado!

Modelos indicados: tubinho e trapézio.

  • Para mulheres que estão com a barriguinha saliente

Se você está com a barriguinha mais saliente, não se preocupe, você não vai ficar sem usar vestidos por isso!

Cuide com estampas muito exageradas e prefira tons mais escuros, listrados e com decotes.

Os modelos transpassados são um dos queridinhos para deixar o corpo com curvinhas femininas, mas disfarçar as gordurinhas. Aproveite!

Modelos indicados: Alcinha e tubinho.

  • Para o corpo do tipo triângulo invertido

Mulheres com o corpo triângulo invertido, precisam evitar qualquer tipo de ombro estruturado ou tomara que caia.

Os vestidos mais indicados são aqueles do tipo evasê e que trazem tonalidades escuras para disfarçar o busto.

Modelos indicados: Tubinho e trapézio.

  • Para o corpo ampulheta

Quem tem o corpo no formato ampulheta precisa valorizar suas formas com peças mais justas e decotes em V.

Nada de ficar usando decotes mais acentuados e cintos enormes na cintura, isso pode acabar com seu visual e não valorizar o que você tem de melhor!

  • Modelos indicados: Alcinha e frente única.

E qual é o meu biótipo?

Se você não sabe bem seu tipo de corpo, não se preocupe! Trouxemos uma listinha rápida para você tirar as dúvidas:

Corpo ampulheta: apresenta a cinturinha mais estreita e os quadris e ombros com medidas parecidas;

Corpo pera: os quadris são mais largos do que os ombros e a cintura;

Corpo triângulo invertido: a cintura e o quadril são menores do que ombros e costas;

Corpo retangular: os ombros, quadris e cintura se mostram praticamente iguais;

Corpo oval: a cintura acaba sendo maior do que ombros e quadris.

O mais importante é entender que não existe um biótipo melhor que o outro e o mais bonito é perceber a diversidade da mulher brasileira.

Por isso, jamais tenha vergonha do seu biótipo, e tente valorizar o que ele tem de melhor, prezando por modelos e peças coringa!

E quando nenhum vestido dá certo?

Em muitos casos, já estamos tão cansadas com o visual que parece que nada mais adianta: nem dietas, nem exercícios, nem cinta de compressão e muito menos as roupas!

Nesses casos, talvez uma cirurgia plástica pode ser bem vinda para revitalizar sua auto estima e bem estar consigo mesma.

E é bom saber que existem opções para todos os casos! Só não esqueça de consultar sempre um cirurgião plástico de confiança, colocando sua saúde em primeiro lugar.

Outros aspectos importantes

Os vestidos são peças chaves para manter a mulher sensual, elegante e bem atraente.

Mas para que eles gerem o efeito desejado, é importante optar por modelos que combinem com a estrutura de cada corpo.

De nada adianta você usar um vestido que só vai prejudicar seu formato corporal.

Por isso, procure seguir as dicas que trouxemos no artigo de hoje, escolhendo seus vestidos de acordo com seu biótipo natural – com certeza você ficará ainda mais linda e se sentirá mais valorizada!

Aproveite!